Justiça decreta prisão preventiva de suspeitos de matar youtuber paranaense

Justiça decreta prisão preventiva de suspeitos de matar youtuber paranaense

- in Notícia
119
0

16.02.18  12.40 h

Foto: Polícia Civil
Foto: Polícia Civil

Por Metro Curitiba

A Justiça de Pontal do Paraná, no Litoral do Estado, decretou ontem a prisão preventiva – sem prazo para soltura – dos irmãos Everton e Cleverson Vargas, investigados pela morte da adolescente Isabelly Santos, de 14 anos, em uma aparente briga de trânsito na madrugada da última quarta-feira (14). Eles devem passar por uma audiência de custódia nesta sexta-feira (16) que vai determinar se eles continuam ou não presos.

Isabelly, que tinha um canal de entrevistas na internet e voltava de um evento no balneário de Shangri-lá, foi baleada na cabeça por Everton, de 26 anos. O irmão mais velho dele, Cleverson, dirigia o carro no momento dos disparos, na PR-412.

Os dois haviam sido detidos já na manhã de quarta, horas após o crime, em uma casa no balneário de Canoas, em Pontal do Paraná. Everton confessou ter dado os tiros no carro em que Isabelly estava por se sentir ameaçado, mas alegou, em um primeiro momento, que não sabia que havia atingido alguém.

Everton tem posse de arma, mas não tinha autorização para andar com ela – o chamado porte de arma. A arma foi comprada legalmente e era regular.

Ele diz que seu veículo (um Citroën Xsara Picasso) foi fechado pelo carro em que Isabelly estava (um Fiat Palio), enquanto a família da vítima diz o contrário: que eles é que foram fechados pelo automóvel dos irmãos.

“Eles estavam na casa da família e com as malas prontas para voltarem a Curitiba. A arma foi encontrada na bolsa da esposa de um dos homens”, contou o tenente Rodrigo Bandeira, da PM. O advogado Cláudio Dalledone, que defende os suspeitos, informou em nota que “está se inteirando dos fatos, e que a ação será jurídica e faticamente explicada”.

Os dois terão uma audiência de custódia hoje às 15h. Visibilidade A tragédia de Isabelly teve repercussão nacional. Após a notícia do crime, o canal de entrevistas da jovem no Youtube, o “Isa Top Show”, saltou de 27 mil inscritos para mais de 66 mil até a noite de ontem.

O corpo de Isabelly foi enterrada nesta sexta-feira (16). O velório começou na tarde de ontem às 17h na capela do Cemitério Municipal de Paranaguá.

Órgãos foram doados 

Após a confirmação da morte cerebral de Isabelly, a família autorizou a doação de órgãos.

Até a noite de ontem, já estava definido que o fígado será doado a um paciente de Curitiba, o pâncreas irá a São Paulo, um dos rins será levado ao Ceará e o outro ainda não tem destino definido.

O cabelo será doado ao Instituto Peito Aberto, de combate ao câncer, em Paranaguá.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pode ser de seu interesse

Unidade de Saúde da Mulher celebra 10 anos de atuação no município de Colombo

21.06.18  17.50 h No local, são promovidas ações