Prefeita Beti Pavin e cônsul da Itália se unem para implantar idioma italiano nas escolas municipais

Prefeita Beti Pavin e cônsul da Itália se unem para implantar idioma italiano nas escolas municipais

- in Notícia
138
0

11.08.17  17.15 h

Além dessa nova iniciativa, os alunos da rede municipal de ensino já contam com as aulas da língua inglesa

A Prefeita Beti Pavin, acompanhada dos secretários municipais, recebeu o cônsul-geral da Itália, Raffaele Festa para tratar do Projeto de Língua Italiana nas escolas municipais.

A Prefeita Beti Pavin, acompanhada dos secretários municipais, recebeu o cônsul-geral da Itália, Raffaele Festa para tratar do Projeto de Língua Italiana nas escolas municipais.

Durante a reunião o cônsul propôs realizar o projeto de resgate da cultura a partir do próximo ano - em uma escola piloto.

Durante a reunião o cônsul propôs realizar o projeto de resgate da cultura a partir do próximo ano – em uma escola piloto.

A Prefeita Beti Pavin recebeu na tarde desta quinta-feira, 10, o cônsul-geral da Itália (Paraná/Santa Catarina), Raffaele Festa para tratar do Projeto de Língua Italiana nas escolas municipais, principalmente, onde a comunidade italiana é maior e mais tradicional. Lembrando que município de Colombo é a maior Colônia Italiana do Estado do Paraná.

A Prefeita que possui raízes italianas ficou feliz com a visita e também pelos pequenos colombenses serem os escolhidos para este importante projeto.

“Ao inserir aulas de italiano nas escolas – possibilitará uma grande oportunidade para as futuras gerações de terem acesso a mais um idioma gratuitamente em nosso município”, disse a prefeita. Beti também lembrou que “Lá em 2003, na minha segunda gestão, eu tive a grata satisfação de inserir o idioma inglês no cotidiano de dez mil alunos, do 3º ao 5º ano – das 45 escolas da rede municipal de ensino do município”.

Durante a reunião o cônsul propôs realizar o projeto de resgate da cultura a partir do próximo ano – em uma escola piloto. “O projeto visa levar o ensino da língua italiana não apenas pelo seu caráter humanista, mas também profissional. Vamos também disponibilizar os materiais didáticos aos alunos”, ressaltou Raffaele Festa.

Entre os locais cogitados para receber o projeto estão as Escolas Municipais Cristóvão Colombo, no Centro e João José Gasparin, no Poço Negro – que concentram a maioria dos descendentes de italianos de Colombo.  “Mas logo queremos expandir para as outras escolas a diversidade cultural e democratização do saber para os nossos alunos. Assim serão cidadãos com uma ampla visão e um vasto conhecimento cultural, além de poderem utilizar o idioma, para no futuro, arrumar emprego”, disse a Beti.

Também participaram da reunião os secretários Marcio Strapasson – de Esporte, Cultura, Lazer e Juventude e Antonio Ricardo Milgioransa – de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, a diretora do Departamento de Cultura, Rita Straioto e a assessora do cônsul-geral da Itália, Rita Bernardini.

Mais informações sobre o trabalho da prefeitura em:
FACEBOOK: facebook.com/pmdecolombo
Foto: João Senechal/ PMC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pode ser de seu interesse

Petistas desanimados com a caravana de Lula por Minas Gerais

 23.10.17 16.45 h O Antagonista soube que os