A soltura de Lula depende do resultado eleitoral

A soltura de Lula depende do resultado eleitoral

- in Notícia
260
0

30.07.18  09.45 h


Dias Toffoli, segundo O Globo, desistiu de soltar Lula imediatamente:

“Prestes a assumir a presidência do STF, em meados de setembro, o ministro Dias Toffoli não tem intenção de pautar novo julgamento sobre o início da execução da pena para condenados em segunda instância. O temor na Corte é o mesmo: contaminar o processo eleitoral. Afinal, falar do tema às vésperas da eleição é falar de Lula.”

Ele cogita soltá-lo apenas em outubro:

“Ministros do STF não descartam, porém, que o processo sobre prisão de condenados em segunda instância e novo pedido de liberdade de Lula seja julgado novamente depois de outubro. Sem a pressão do processo eleitoral, a Corte ficaria mais à vontade de tratar do assunto, sem chamar tanto a atenção para si.”

Só depende do resultado eleitoral, é claro. Se o poste de Lula for eleito, o criminoso vai para casa. Caso contrário, ele fica mais um tempo na cadeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pode ser de seu interesse

TSE suspende propaganda do PT que associa Bolsonaro à tortura

20.10.18  16.55 h Luis Felipe Salomão, do TSE,